+55 79 98141-6350

Tem alguma pergunta, comentário ou preocupação? Nossa equipe dedicada de especialistas está pronta para ouvir e ajudar você. Entre em contato conosco através de nossas redes sociais, telefone ou whatsapp

Roubos, furtos e perdas: Celular Seguro já bloqueou mais de 56 mil aparelhos

Roubos, furtos e perdas: Celular Seguro já bloqueou mais de 56 mil aparelhos

O aplicativo Celular Seguro, lançado pelo governo federal em dezembro de 2022, comemora seis meses de sucesso com grande adesão da população. Mais de 56 mil celulares já foram bloqueados após furto, roubo ou perda, o que representa uma média em torno de 300 bloqueios por dia. A ferramenta se tornou uma aliada importante no combate à criminalidade e na proteção dos dados pessoais dos cidadãos.

O aplicativo Celular Seguro

  • O programa funciona como um botão de emergência que aciona a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as operadoras de telefonia e os bancos, de forma rápida, para impedir que os bandidos tenham acesso aos dados do aparelho.
  • Quem se cadastra pode indicar pessoas da sua confiança, que estarão autorizadas a efetuar os bloqueios, caso o titular tenha o celular roubado, furtado ou extraviado. 
  • É possível cadastrar quantos números quiser no app, mas eles precisam estar vinculados ao CPF do titular da linha para que o bloqueio seja efetivado. 
  • Após o registro da ocorrência relacionada ao aparelho, bancos e instituições financeiras que aderiram ao projeto bloquearão suas contas.  
  • Mas atenção: não é possível desbloquear o aparelho por meio da ferramenta.  
  • Assim, caso você emita um alerta de perda, furto ou roubo, mas recupere o telefone em seguida, terá que solicitar os acessos entrando em contato com a operadora e os bancos, entre outros. 

Leia mais:

Aplicativo bloqueia celulares perdidos, furtados ou roubados. (Imagem: Divulgação / MJSP)

Efetividade comprovada e aprimoramentos contínuos

O sucesso do Celular Seguro se reflete nos números expressivos: desde o seu lançamento, já foram registrados 1,7 milhão de cadastros de telefones na plataforma. Os principais motivos para bloqueio são furtos (25 mil), seguidos por perdas (18,3 mil) e esquecimentos (11 mil).

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) está comprometido com a constante evolução do aplicativo, buscando aprimorar suas funcionalidades e torná-lo ainda mais útil para a população. Uma das iniciativas em andamento é a implementação de recursos que auxiliem nas investigações policiais, utilizando as informações inseridas no app para auxiliar na recuperação de celulares roubados e furtados.

Parcerias e integrações para ampliar a proteção

O Celular Seguro conta com a colaboração de diversas instituições para ampliar seu alcance e efetividade. As operadoras de telefonia, por exemplo, são parceiras essenciais na viabilização do bloqueio do chip SIM. O governo federal está em diálogo com o Google para integrar o aplicativo ao sistema Android, facilitando o acesso dos usuários e ampliando a base de dispositivos protegidos.

Além disso, 12 instituições financeiras já aderiram ao programa, permitindo que os usuários bloqueiem seus aplicativos bancários através do Celular Seguro em caso de roubo.

Êxito no Piauí serve de inspiração

O MJSP está colaborando com o governo do estado do Piauí para incorporar sua iniciativa anti-roubo de sucesso ao Celular Seguro. Essa parceria visa aproveitar a expertise do Piauí no rastreamento e recuperação de telefones roubados.

A iniciativa, capitaneada pela Polícia Civil, consiste em um programa de computador que armazena dados dos telefones celulares do estado. Quando uma nova linha é ativada, as empresas de telefonia informam em qual local e aparelho a nova conta foi criada. Caso haja um registro de furto ou roubo, o receptador é intimado, via WhatsApp, a comparecer à delegacia para esclarecer a situação.

Se não apresentar a nota fiscal do aparelho, o receptador terá que entregá-lo às autoridades, que o encaminharão aos donos legítimos. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, no primeiro trimestre de 2024, em comparação com o mesmo período do ano passado, o crime de roubo de celulares recuou 44% no estado, enquanto o furto diminuiu 18%. Já o índice de recuperação de aparelhos aumentou 139%.

Fonte

Compartilhe essa notícia
URL compartilhável
NOTÍCIA ANTERIOR

O que é o glaucoma? Doença que fez o cantor Marrone ser internado às pressas

PRÓXIMA NOTÍCIA

Caso Nahim: em meio às investigações da polícia, ex-mulher do cantor traz triste informação ao público

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir
0
Compartilhar